segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Veja o Pais Que Mais Desperdiça Alimentos no Mundo




O Brasil é considerado o país que mais desperdiça alimentos e que possui a quarta pior distribuição de renda do mundo

Cerca de 35% de toda a produção agrícola vão para o lixo. Isso significa que mais de 10 milhões de toneladas de alimentos poderiam estar na mesa dos 54 milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza. Segundo dados do Serviço Social do Comércio (Sesc), R$ 12 bilhões em alimentos são jogados fora diariamente, uma quantidade suficiente para garantir café da manhã, almoço e jantar para 39 milhões de pessoas.

De acordo com o Instituto Akatu, organização não-governamental dedicada a promover o consumo consciente, uma família brasileira desperdiça, em média, 20% dos alimentos que compra no período de uma semana. Em valores, isso representa US$ 1 bilhão, dinheiro suficiente para alimentar 500 mil famílias. Além das pessoas que poderiam ser alimentadas com o que vai para o lixo, desperdiçar significa prejuízo financeiro. Levantamento da Secretaria de Abastecimento e Agricultura do Estado de São Paulo mostra que todos os alimentos não aproveitados ao longo da cadeia produtiva representam 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, um rombo de R$ 17,25 bilhões de reais no faturamento do setor agropecuário.

Existe, no Brasil, cerca de 44 Milhões de pessoas que não têm acesso ao direito básico de comer, enquanto que em certos lugares como na CEASA, feiras, mercados e restaurantes são desperdiçados dezenas de toneladas de alimento diariamente, sendo que essa quantidade seria suficiente para alimentar milhares de famílias.
Cerca de 12,9 milhões de crianças morrem a cada ano no Brasil antes dos 5 anos de vida, desse percentual, estima-se que quase a metade das mortes esteja relacionada a fome .



Segundo a FAO, 14 milhões de pessoas não tem si quer o que comer todos os dias no Brasil e os bolsa miséria, de que servem ?
O bolsa fome serve para a compra voto e cria um exército de parasitas que se estende por gerações mas talvez desse ao menos para essa gente comer de vez em quando.

Mas se quase 10% da população do Brasil passa fome...nem de quando em vez.

Segundo a Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas
No Brasil, 50 milhões de pessoas, o correspondente a 29% da população, estão abaixo
da linha de pobreza. Ou seja, têm uma renda mensal menor que R$ 80
. Os Estados nordestinos foram os que apresentaram
maior índice de pobreza do País. Todos, à exceção do Rio Grande do Norte, têm mais
que 50% de sua população abaixo da linha de pobreza. O Maranhão é o Estado
brasileiro que apresenta a pior situação. Mais de 63% de sua população está abaixo
dessa linha Piauí é o segundo Estado com maior
índice de pobreza do País (61,7%), seguido do Ceará (55,7%), Alagoas (55,4%), Bahia
(54,8%), Tocantins (21,27%), Pernambuco (50,9%), Paraíba (50,2%), Sergipe
(50,14%) e Rio Grande do Norte (46,93).

Comida é o que não falta pois o Brasil é o quarto maior produtor de alimentos do Mundo 




Vejamos

As feiras livres são locais onde se vê claramente o desperdício de alimentos. Nesses ambientes, misturam-se restos alimentícios pelo chão e pessoas famintas, sendo, muitas dessas, crianças.

Somente no Sergipe são desperdiçados diariamente em feiras livres 180 toneladas de alimentos


Em Sergipe, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 164 mil domicílios apresentam renda insuficiente para consumir as três refeições básicas. Só as feiras da capital Aracaju desperdiçam o equivalente a 180 toneladas de alimentos diariamente.

10% de toda a produção de alimentos de Aracaju são desperdiçadas
10% das frutas e verduras têm o lixo como destino, dizem feirantes.
Sergipe é um dos únicos do NE que não possui banco de alimentos.


Em Sergipe, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cerca de 164 mil domicílios apresentam renda insuficiente para consumir as três refeições básicas, como café da manhã, almoço e jantar, em contrapartida, 240 toneladas de alimentos são desperdiçadas por mês somente  no Mercado Central de Aracaju.

“Frutas, verduras e carnes que sobram no mercado são jogados no aterro sanitário do município de Rosário do Catetel”, explicou o gerente de limpeza Empresa Municipal de Serviços Urbanos Municipal (Emsurb), José Roberto Gomes, em uma entrevista . 




Em São Paulo são desperdiçados mais 1000 toneladas de alimentos nas feiras livres

Nas feiras livres do Estado de São Paulo mais de 1.000 toneladas de produtos alimentícios vão para o lixo todos os dias.
Fonte: FAO – ONU, citado pelo livro do Mesa São Paulo – Ação contra fome e o desperdício.

Só na Ceagesp (Central de Abastecimento para o Estado de São Paulo), 100 toneladas diárias de alimentos vão para o lixo - e dessas, entre 30% e 50% ainda são próprias para consumo, de acordo com a entidade.




Um passeio matinal na Ceasa do Rio de Janeiro é um cenário privilegiado para presenciar comerciantes descartando caixotes cheios de alimentos no chão. Há produtos que perderam qualidade no transporte, alguns ao serem embalados, outros por causa do armazenamento e até na própria disposição nas barracas. Na correria, os feirantes jogam alimentos uns por cima dos outros, e os estragam. As cenas se repetem em todas as semanas em feiras livres do Rio de Janeiro (eles não se importam, pois o prejuízo já faz parte na conta).

Muito do que é desperdiçado, principalmente no comércio varejista, não é necessariamente estragado. Frutas amassadas e restos das feiras ou de restaurantes não são necessariamente impróprios para consumo. Mas de acordo com o inciso IX, do art. 7º, da Lei 8.137/90 do Código de Defesa do Consumidor, “Constitui crime contra as relações de consumo: ... IX - vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo". Isso faz com que a possível doação de alimentos seja inibida.



O Valor de toda produção desperdiçada em supermercados Ceasa Feiras livres é repassada ao comprador em que paga pelo desperdício de todos os alimentos





Segundo pesquisa Metade dos alimentos produzidos no Brasil vão parar no lixo



Globo Repórter desperdício de alimentos


Documentario Desperdício de alimentos no Brasil Quem Paga essa Conta ?


O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS NO BRASIL







O Brasil é o quarto produtor mundial de alimentos (Akatu, 2003), produzindo 25,7% a mais do que necessita para alimentar a sua população (FAO). De toda esta riqueza, grande parte é desperdiçada.

Segundo dados da Embrapa, 2006, 26,3 milhões de toneladas de alimentos ao ano tem o lixo como destino. Diariamente, desperdiçamos o equivalente a 39 mil toneladas por dia, quantidade esta suficiente para alimentar 19 milhões de brasileiros, com as três refeições básicas: café da manhã, almoço e jantar (VELLOSO, Rodrigo. Comida é o que não falta. Superinteressante. São Paulo: Ed. Abril, nº 174, março/2002).

Oh! Deus, perdoe este pobre coitado
Que de joelhos rezou um bocado

Pedindo por um pais melhor




De acordo com o caderno temático “A nutrição e o consumo consciente” do Instituto Akatu (2003), aproximadamente 64% do que se planta no Brasil é perdido ao longo da cadeia produtiva:

20% na colheita;
8% no transporte e armazenamento;
15% na indústria de processamento;
1% no varejo;
20% no processamento culinário e hábitos alimentares.

Segundo Instituto Akatu, 2004: Os números supracitados fazem do Brasil um dos campeões mundiais de desperdício. Analisando estes dados de uma forma mais simples, isso significa que uma
casa brasileira desperdiça, em média, 20% dos alimentos que compra semanalmente, o que remete a uma perda de US$ 1 bilhão por ano, ou o suficiente para alimentar 500 mil famílias.

Prova deste desperdício financeiro é ressaltada pela 8ª Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro, em 2007, que demonstra que os supermercados perderam 4,48% de seu movimento financeiro, em perecíveis. Além disso, uma estimativa realizada pela Coordenadoria de Abastecimento da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo indicara que perdas na cadeia produtiva dos alimentos equivalem a 1,4% do PIB – Produto Interno Brut


A crise mundial na produção de alimentos foi chamada pela ONU de "tsunami silencioso". No Brasil, ocorre todos os dias outro desastre, também silencioso: o desperdício. Segundo estimativa da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), uma família de classe média joga fora, em média, 182,5 quilos de comida por ano, o suficiente para alimentar uma criança por seis meses.

30% de toda produção agrícola é desperdiçada. O paradoxo que surge aqui é bastante claro: o Brasil, país da fartura, é o país do desperdício e da fome
Em seu livro “Brasil: O País dos Desperdícios” (Auriverde Inovações/2005), o pesquisador da UERJ José Abrantes demonstra que desperdício no Brasil chega a 150% do PIB. Esse número diz respeito não apenas ao que se perde de alimentos, água e energia elétrica, mas também a fatores como o desemprego, analfabetismo, doenças e não aproveitamento do lixo.




TONELADAS DE MERENDAS SÃO JOGADAS NO LIXO TODOS OS DIAS VEJAS ALGUMAS DAS MATÉRIAS DIVULGADAS

Onze toneladas de merenda são jogadas no lixo em Manaus
Cerca de 91 mil ovos, além de carne e feijão foram para o lixo.
Produtos foram comprados perto do recesso escolar e estragaram.



Incompetência ou desleixo? Governo Panone do interior de São Paulo joga fora no lixo centenas de quilos de merenda escolar todos os dias!







O GOVERNO DOA MILHÕES EM DINHEIRO E 
TONELADAS DE ALIMENTOS PARA PAÍSES 
COMUNISTAS E SOCIALISTAS E O POVO CARENTE
 CATANDO LIXO NO LIXÃO E NORDESTINO 
MORRENDO DE FOME

VEJA AS MATÉRIAS

Enquanto milhões de Brasileiros não tem si quer o que comer
Governo brasileiro quer mandar dinheiro para combater a fome na Colômbia enquanto milhões passam fome no Brasil



Governador Tarso doa arroz gaúcho para os Palestino total de 11,5 mil toneladas de arroz para os refugiados palestinos e para os brasileiros que estão passando fome seu governo nunca doou nada !!


O Governo do Rio Grande Sul vai liderar no Brasil uma campanha de ajuda humanitária a Palestina


Sabendo-se que palestina é governada em sua maioria por grupos terroristas islâmicos e que essa ajuda nunca vai chegar ao povo e sim aos grupos terroristas islâmicos que estão no poder na palestina .

Em fevereiro de 2009 o Brasil doou 19 mil toneladas de arroz para Cuba.

Brasil doa 25 mil toneladas de arroz a Cuba 2010/2011




*Isso é ajuda humanitária? Acho que não é. O que há por trás disso, não sabemos.
*Podemos mesmo doar arroz, pois todos os brasileiros tem fartura de arroz na mesa.

Atualizado: em maio de 2013 o Brasil doou 32 mil toneladas.


#BOMBA! #BRASIL doou 80 mil Toneladas de arroz para Cuba e nada para NORDESTINO.






ENQUANTO O POVO PASSA FOME....

O governo Brasileiro Afronta o Povo Brasileiro e financia cuba e países aliados com mais de 17 bilhões de dólares de maneira clandestina denuncia Deputado Federal



Governo perdoa dividas bilionárias de países socialistas mais não perdoa o imposto do nordestino


Senador da Republica Mário Couto  diz no congresso que o
 Governo não cumpriu nenhuma das promessas feitas ao 
nordestinos que estão passando fome




No Piauí Famílias comem ratos por não terem o que comer em entrevista o prefeito da cidade diz que é tradição comer rato mais o população do município diz que é para matar a fome

No distrito de Brejinho, no município de Assunção do Piauí (273 km de Teresina), todos os dias no fim da tarde é comum ver moradores saindo para as áreas de grutas para colocarem armadilhas para pegar o “rato-rabudo”. 







Olho maior do que a barriga

Vaticínio
Os rios rolarão, incontroláveis,
sobre reinos e reis.
As bocas tomarão de assalto
o banquete dos ratos,
e serão fartas,
pois haverá pão,
mel e sangue em abundância,
para a fome do mundo.
Anseio de um mundo mais hu­mano precede a sede de justiça. Fome de quase tudo, flagelo que nos aflige, sinônimo que nos consome.

Valdivino Braz








segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Fome e Miséria Uma Realidade Gritante






Pesquisa do IBGE constaquitou que 66,7% das crianças do Nordeste vivem em situação de pobreza
Estudo indica que, para o total do país, a maioria das crianças e adolescentes de até 17 anos (44,7%) vivia, em 2008, em situação de pobreza.
Redação, Agência Brasil, 9 de outubro de 2009



O nível de pobreza da infância e adolescência no país  é elevado, principalmente na região Nordeste, onde 66,7% das crianças, dos adolescentes e jovens ainda viviam em situação de pobreza em 2008.

A constatação é da Síntese de Indicadores Sociais, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo indica que, para o total do país, a maioria das crianças e adolescentes de até 17 anos (44,7%) vivia, em 2008, em situação de pobreza.

Os técnicos do IBGE verificaram a tendência de aumento da frequência escolar na primeira infância, embora em ritmo ainda lento. O maior crescimento da taxa ocorreu na faixa dos 4 a 6 anos: de 57,9% para 79,8% entre 1998 e 2008. Entre as crianças de até 3 anos, a taxa de frequência escolar passou de 8,7% para 18,1%, no período.



O estudo constata que a renda da família é determinante para a frequência à escola, que aumenta conforme o nível de rendimento. Na faixa até 3 anos, a taxa era de 18,5% para as famílias que viviam com até meio salário mínimo per capita e de 46,2% para as que viviam com mais de três salários mínimos per capita. No grupo de 4 a 6 anos, a taxa era de 77,1%, na faixa de até meio salário mínimo, e quase universal (98,8%) para as crianças na faixa de rendimento de mais de três salários mínimos per capita.

Já na faixa dos 7 a 14 anos, em que as crianças devem frequentar o ensino fundamental, o acesso à escola está praticamente universalizado para todos os níveis de rendimento. A frequência escolar dos adolescentes de 15 a 17 anos era de 78,4% nas famílias do primeiro quinto de rendimento (as 20% mais pobres) e de 93,7% nas famílias do último quinto (as 20% mais ricas).


Idosa Chora de Fome e Sede em Campo Grande MS

Casa de uma Família no Maranhão 






Maceió




Na Bahia não é só Axé e Carnaval 

A Bahia é o estado brasileiro com a maior concentração de pessoas em situação de extrema pobreza (2,4 milhões), de acordo com dados MDS ( Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ).O ministério informou que o Brasil tem 16,27 milhões de pessoas nessa condição.Os três estados com mais pessoas em extrema pobreza estão no Nordeste - o segundo é o Maranhão (1,7 milhão) e o terceiro é o Ceará (1,5 millhão). O Pará, na região Norte, é o quarto (1,43 milhão). O quinto é Pernambuco (1,37 milhão) e, em sexto, está São Paulo (1,08 milhão).As menores concentrações de pessoas em situação de miséria estão no Distrito Federal (46,58 mil), Roraima (73,35 mil), Amapá (82,92 mil) e Santa Catarina (102,67 mil). 

7,6% das famílias do município de Nordestina estão morrendo de fome e esto a 240 km de Salvador
Foto Municipio de Nordestina 

São Gonçalo dos Campos a  Somente 108 KM de Salvador Fome e Miséria 




Mulheres na Bahia na Beira da Estrada Pedindo Ajuda



Bahia






Nordeste Mulher Esperando Alguma Ajuda para Alimentar os Filhos




Resen Nascido em Caixa de Papelão 






NEGROS E PARDOS a grande maioria dos brasileiros em situação de miséria é parda ou negra, tanto na área rural quanto na área urbana. 

A região Nordeste concentra a maior parte dos extremamente pobres - 9,61 milhões de pessoas ou 59,1%. Destes, a maior parcela (56,4%) vive no campo; 43,6% estão em áreas urbanas. A região Sudeste tem 2,72 milhões de brasileiros em situação de miséria, seguida por Norte, com 2,65 milhões, Sul (715,96 mil), e Centro-Oeste (557,44 mil). 


ESPECIALISTA MÉDICO CLÁUDIO VALENTE AFIRMA ESTATÍSTICAS REAIS MAIS DE 200 CRIANÇAS MORREM TODOS OS DIAS NO BRASIL DE FOME 

Jornal Nacional 35 anos - série de reportagens: a fome no Brasil



BRASILEIROS SOBREVIVEM COM 70 REAIS POR MÊS SEGUNDO O IBGE



Para de militar os brasileiros que vivem em condição de extrema pobreza, o governo utilizou dados preliminares do Censo Demográfico de 2010. A linha de pobreza foi estabelecida em R$ 70 per capita considerando o rendimento nominal mensal domiciliar.



Veja Algumas Doenças Causadas Pela Fome

Desnutrição 

É o nome que se dá à doença causada pela baixa ingestão de proteínas, carboidratos, vitaminas, lipídios e sais minerais de modo geral. Também pode ser causada pela incapacidade do organismo de absorver corretamente os nutrientes dos alimentos que ingere (anorexia, por exemplo). Normalmente a desnutrição atinge pessoas de baixa renda e, sobretudo, crianças dos países mais pobres. Os países em desenvolvimento respondem por 95% do total de desnutridos do planeta.

Anemia 
É considerada uma doença causada pela deficiência de ferro no organismo. Esta deficiência é ocasionada pela diminuição das células vermelhas no sangue e outros compostos que utilizam ferro, como a hemoglobina e o hematócrito.
Os principais sintomas presentes em casos de anemia são:
 fraqueza e mal estar;   falta de ar;   perda de apetite;   irritabilidade;   tontura;   diminuição da concentração e aprendizado;
 maior susceptibilidade ao desenvolvimento de infecções.

Este problema pode ser evitado por meio da alimentação, a obtenção de uma dieta adequada é a melhor forma para diminuir o risco de desenvolver anemia.

 Raquitismo  

É uma enfermidade que surge após um processo de mutação experimentado pelos ossos infantis, ainda em desenvolvimento, decorrente da ação incorreta de substâncias minerais no campo ósseo. Esta modificação deixa os ossos das crianças mais frouxos e, portanto, frágeis, o que pode causar lesões e deformações.

Cancrum Oris
Ou simplesmente NOMA é encontrado quase que exclusivamente em crianças desnutridas nos países mais pobres do mundo. Trata-se de uma gangrena viciosa e mortal que corrói a carne ao redor da boca alastrando-se por toda a face, atingindo principalmente crianças de até 6 anos de idade.

Estima-se que 70 a 90 % das crianças assoladas por este mal, morrem, porém para aquelas que sobrevivem , resta a trágica situação de passar o resto dos seus dias com desfigurações tão grotescas a ponto de serem rejeitadas por suas sociedades.

Veja algumas Localidades do Brasil em Extrema Pobreza e Fome

 Vídeo  Inhapi um dos lugares mais pobre do Brasil extrema pobreza no Alagoas


Domingo espetacular mostra a região mais pobre do Brasil no Maranhão


Documentario pobreza no brasil


Gostaria que estes grandes Apóstolos da prosperidade  e estas Igrejas que vivem profetizando bençãos e prosperidade visitassem estes lugares e profetizassem a essas pessoas para que as suas vidas fossem transformadas 



Estas São as Próprias Palavras de Jesus Cristo  
Bíblia Sagrada Livro de Mateus CAP  25  Ver 34-46

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.






sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Vitimas de um Sistema Ignorante




O descaso é uma tática  rudimentar porem muito  eficaz em varias partes do mundo e do Brasil pessoas ou melhor dizendo comunidades carentes vem sobrevivendo e isso faz varias décadas , do resto do lixo  que é recolhido diariamente na sociedade atual vejamos:



Pessoas no Brasil Comem o resto da comida dos porcos  em uma chafurda   


Nas maiores Capitais do Brasil  Crianças se alimentam e sobrevivem da sobra do lixo 





A covardia coloca a questão: 'É seguro?'
O comodismo coloca a questão: 'É político?'
A Vaidade coloca a questão: ' é elegante é popular ?'
Mas a consciência coloca a questão, 'É correto?'
E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que 
não é segura, não é elegante, não é popular, 
mas o temos de fazer porque a nossa consciência nos diz que é essa a atitude correta.



Criança mergulha em rio poluido para recolher lixo e assim
 ajudar na renda da Família


Criança comendo lixo 


Criança comendo um pimentão verde encontrado no lixo




A Desigualdade Social é Gritante









Segundo o IBGE  4.8 milhões de crianças no Brasil são obrigadas a trabalharem 
todos os dias para ajudarem os pais  no orçamento familiar



Problemas Ambientais causados pelo Lixo 
e pela poluição nos rios






Uma grande parte do Imenso Oceano  Pacifico esta com suas aguas totalmente cobertas de lixo produzido pelas cidades litorâneas 




No Brasil todos os Rios das capitais brasileiras estão poluídos devido a Influencia da ação humana 
pois estes rios são utilizados como esgoto humano e depósitos  de lixo  








Veja Abaixo Algumas das Doenças Causadas 
pelo Lixo  




Leptospirose
Causada pela bactéria Leptospira presente na urina de ratos, geralmente a contaminação se dá no período de enchentes onde a urina se mistura na água, o contágio se dá pelo contato, principalmente se a pessoa tiver algum arranhão ou corte


Febre Tifóide
Causada por pela bactéria Salmonella typhi que se desenvolve no lixo. Apresenta como sintomas: febre constante, alterações intestinais, aumento das víceras, bradicardia relativa, esplenomegalia, manchas rosadas no tronco do corpo e tosse seca, se não for tratada com urgência leva a uma confusão mental e a morte

Dengue
Causada por um vírus da família Flaviridae que é transmitido através do mosquito Aedes aegypti.

Tétano 
Causada pelo bacilo Clostridium tetani descoberto em 1885, a contaminação pode ser dar de duas maneiras: ferindo-se com objetos cortantes contaminados ou andando descalço em solo contaminado

Cólera: 
O cólera é uma infecção intestinal aguda causada pelo Vibrio cholerae, que é uma bactéria capaz de produzir uma enterotoxina que causa diarréia.

Tracoma
 Tracoma é uma doença infecciosa da conjuntiva causada pela Chlamydia tracomatis. É uma conjuntivite que pode levar à formação de cicatrizes na conjuntiva e córnea.

Parasitas intestinais
 Os parasitas intestinais são pequenos vermes que vivem no trato intestinal. Os mais comuns são: Áscaris Lumbricóides, Ancilostomo Duodenale, Trichiuris Trichiura, Tênia Saginata, Tênia Solium, Amebas e Giardia.



A minha pergunta é porque os religiosos multi milionários do Brasil como  deputados , crentes , católicos Padres Milionários sacerdotes e Pastores milionários que fazem aparecer dentes de ouro na igreja ou esses pastores que pregam um evangelho de prosperidade   não 
evangelizam no lixão para que esse evangelho da prosperidade venha transformar este povo e assim ajudá-los??
Tire suas Propias conclusões !!


Encerra no mês de agosto de 2014 o prazo para os 5.568 municípios brasileiros acabarem com os lixões a céu aberto e passem a armazenar os resíduos sólidos em aterros sanitários. É o que prevê a lei 12.305/2010 que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A cidade que deixar de cumprir a legislação está submetida às punições da Lei de Crimes Ambientais, que prevê multa de R$ 5 mil a R$ 50 milhões, mas até agora, menos da metade dos municípios conta com destinação adequada do lixo.

Porem somente na cidade de São Paulo existem mais de 40 locais destes funcionando de maneira clandestina 


Matéria

Porem o interessante é que a solução oferecida pelos governantes pode gerar outro problema
pois  os aterros sanitários são um problema grave   a ser gerido pelos administradores de todas as cidades  principalmente, nos grandes centros urbanos. 
Ou seja se estes aterros sanitários não forem construídos de maneira adequada o lixo compactado  pela sua constituição , gera um líquido poluente, chamado de chorume, que escorre e é levado pelas chuvas, contaminando o solo e podendo comprometer os lençóis freáticos do local. Segundo os especialistas é classificado como um material altamente danoso, por carregar uma grande carga de micro organismos e metais pesados, como chumbo, cádmio e muitos outros materiais poluidores. Além disso, a descomposição dos materiais orgânicos gera gases como o metano (CH4) e outros.



Quem sou eu

Minha foto
Evangélico Pentecostal, Sola Scriptura, Sola Christus, Sola Gratia, Sola Fide, Soli Deo Gloria